Emagrecimento & sumos


Esta nutritip acaba por colidir com uma das grandes "modas alimentares".
É muito fácil de compreender que refeições à base de líquidos são muito menos saciantes, para isso basta pensar na analogia sumo de laranja versus laranja "à dentada". Um copo de sumo de laranja pode conter facilmente 4 laranjas, no entanto a saciedade que nos proporciona não é de todo comparável com a ingestão de 4 laranjas "à dentada". Para além disso, a biodisponibilidade da vitamina C não é a mesma.

Esta questão da saciedade é de extrema importância. É muito comum após alguns dias de refeições à base de líquidos haver uma grande tendência para a descompensação e excessos alimentares, tornando-se um esforço muito pouco eficaz. 
No entanto, o factor saciedade não é o único a ter em conta neste tema. A questão do equilíbrio nutricional também é relevante. Tomemos por exemplo um almoço à base de batido de fruta e vegetais. Caso a proporção de vegetais seja superior à de fruta, pode até ser uma opção interessante para aumentar a ingestão deste tipo de alimentos, quase como uma "sopa fria". No entanto, por si só não chega para uma refeição completa: fica a faltar proteína e gordura saudável. Qual o resultado? Ao fim de alguns dias à base de batidos e sumos será muito fácil abater uns quilinhos na balança. Quilinhos de quê, perguntam? De massa muscular, que não é possível manter com uma ingestão nutricional desequilibrada. 
Por fim, mas não menos importante: a alimentação é um acto social e deve ser um acto de prazer. Mais vale fazer uma refeição consistente, equilibrada, que nos dê gozo e que consigamos fazer de forma consistente, do que "despachar" o almoço/ jantar com um batido que acabará por nem sequer trazer o resultado que pretendemos. 

Fotografia via Pinterest
Professional Blog Designs by pipdig