Como comer de forma saudável quando se tem pouco tempo


"Não tenho tempo" é provavelmente uma das justificações mais comuns quando o tema é alimentação saudável. A gestão do tempo é algo que tem muito que se lhe diga e que deve ser adaptada a cada caso, tendo obviamente em conta as prioridades de cada um.

A verdade é que quando queremos, o tempo pode ser muito bem gerido, sendo que há pequenos truques que fazem uma grande diferença. Hoje deixo-vos algumas estratégias simples, que "não levam muito tempo" "nem dão muito trabalho" 😉.

1- Planear a semana: este deve ser o ponto base- perceber quantas refeições serão feitas em casa, quantas serão feitas fora. Há alimentos para cozinhar ao longo da semana para os vários dias? A lista de compras deverá já ter por base este planeamento. Este planeamento não tem de ser físico (uma lista ou um esquema escrito): só o facto de já estarmos a pensar na nossa semana vai ajudar a que as nossas escolhas sejam mais conscientes e pensadas. 

2- Sem tempo para ir às compras? Compras online! A verdade é que as compras online podem ser uma forma muito inteligente de se comprar: é mais fácil seguirmos à risca a nossa lista, vamos logo procurar os alimentos que nos fazem falta, e estamos menos susceptíveis às promoções e publicidades. 

3- Vai cozinhar? Duplique a dose. Se vai cozer batatas para o jantar, porque não fazer umas a mais para o almoço do dia a seguir (ou até mesmo o jantar)? Não significa que tenhamos de andar sempre a comer o mesmo, mas repetir um acompanhamento/ proteína/ vegetal pode ser uma forma simples de facilitar a gestão semanal. 

4- Sem tempo para tomar pequeno-almoço? Prepare de véspera. A falta de tempo para o pequeno-almoço é também extremamente comum, e muitas vezes tem como resultado pequenos-almoços em pastelarias ou cafés ou picos de apetite durante a manhã. Overnight oats, panquecas, pudins de chia são alguns exemplos de pequenos-almoços que se podem preparar de véspera e duram alguns dias no frigorífico.

5- Não complicar: ponto fundamental! É essencial perceber o que funciona para nós e que as estratégias implementadas sirvam para facilitar o dia-a-dia e não criar stress ou ansiedade. Se há pessoas que adoram preparar todas as refeições da semana ao fim-de-semana, há muitas outras que só de pensarem nesse nível de antecipação ficam ansiosas. Não tem de ser 8 ou 80, há um equilíbrio no meio e é esse equilíbrio que temos de encontrar.

Professional Blog Designs by pipdig